b_0_280_16777215_01_images_Noticias_Bolinhos_Cartaz.jpg

Inscreva-se para a Ação de Rua “Bolinhos e Bolinhós”, dia 31 de outubro, entre as 21h e as 24h00 nas ruas da Lousã! Informações na Biblioteca Municipal Comendador Montenegro.

Programa:
- Acolhimento na Biblioteca Municipal Comendador Montenegro
- Atividade nas ruas:
▪ Café 31;
▪ Café Convívio;
▪ Pastelaria Musa;
▪ Café Botus;
▪ Café Beirão;
- regresso à Biblioteca

“PÃO POR DEUS”
Pensa-se que o “Pão por Deus” tem raízes num ritual pagão do séc. XV, que foi consolidado depois do terramoto de 1755. Nesse ano, no dia 1 de novembro, a população mais pobre de Lisboa terá aproveitado para bater às portas e poder, assim, matar a fome.

Esta tradição manteve-se, principalmente nas zonas rurais, tendo sofrido algumas alterações. Assim, o peditório passou a ser feito por um grupo de crianças que, em vez de pão, podem receber bolos, romãs e frutos secos (por exemplo, em Trás-os-Montes), doces ou guloseimas e, mais recentemente, até dinheiro (por exemplo, em Coimbra).

Segundo a tradição, é “obrigatório” cantarolar os seguintes versos:

“Pão por Deus,
Fiel de Deus,
Bolinho no saco,
Andai com Deus.”

“Ó tia, dá Pão-por-Deus?
Se o não tem Dê-lho Deus!”

"Bolinhos e bolinhós
Para mim e para vós
Para dar aos finados
Qu'estão mortos, enterrados
À porta daquela cruz

Truz! Truz! Truz!
A senhora que está lá dentro
Assentada num banquinho
Faz favor de s'alevantar
P´ra vir dar um tostãozinho."

Quando se recebe algo, deve cantar-se:

"Esta casa cheira a broa
Aqui mora gente boa.
Esta casa cheira a vinho
Aqui mora algum santinho."

Quando não se recebe nada, deve cantar-se:

"Esta casa cheira a alho
Aqui mora um espantalho
Esta casa cheira a unto
Aqui mora algum defunto."


Sempre imaginei que o paraíso será uma espécie de biblioteca (Jorge Luis Borges)

Eventos

novembro 2019
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Agrupamento de Escolas da Lousã

Um agrupamento aLer+