b_0_280_16777215_01_images_Noticias_JoaoaPintoCoelho.jpg
João Pinto Coelho, autor que venceu o Prémio Leya 2017, esteve na Lousã, no dia 8 de janeiro, a convite da Biblioteca Escolar, para falar com os alunos do 9º Ano e as turmas do CPTG3 e CPTE3, sobre o seu livro Perguntem a Sarah Gross, que conta a história de uma mulher carismática e misteriosa que dirige o colégio mais elitista da Nova Inglaterra, nos Estados Unidos da América, e o Holocausto. Este livro,l sobre a perseguição dos judeus na Segunda Guerra Mundial, remete para um tema que o escritor tem estudado desde há mais de uma década, nomeadamente integrando projetos europeus de investigação em Auschwitz, nos quais trabalhou de perto com diversos investigadores do Holocausto.

 

A sessão decorreu na EB n.º 1 e na Escola Secundária com enorme sucesso, como se pode comprovar pelo testemunho da turma E do 9º Ano.

Foi um tema interessantíssimo. Gostei como o escritor falou da realidade que se passou nos campos de concentração e da crueldade do que aconteceu em Auschwitz.
Diogo, 9.º E

Achei o tema interessante, pois acaba por ser um aviso para não cometermos os mesmos erros. Demonstrou-nos a crueldade para com outras pessoas.
Guilherme, 9.º E

Acho que foi muito interessante e um tema muito pertinente e chocante. O racismo nunca vai acabar e é bom que se faça a sensibilização sobre o Holocausto para que todos saibam que foi real e que, se não fizermos nada, pode bem voltar a acontecer.
Catarina, 9.º E

O tema é bastante interessante. Gostaria muito de, mais tarde, visitar algum campo de concentração, porque acho que é importante sentir um pouco do que aquelas pessoas passaram e descobrir cada vez mais.
Maria Jorge, 9.º E

Gostei muito da vinda do escritor à escola e ter a oportunidade de conversar com um escritor que sabe muito deste tema. Foi muito bom e entusiasmante.
Rodrigo, 9.º E

Eu achei muito pertinente a vinda do escritor João Pinto Coelho à escola, porque o Holocausto é algo que já aconteceu mesmo e pode voltar a acontecer e, assim, ficamos com a perceção de que foi horrível.
Leonor, 9.º E

Fiquei marcada pela maneira como foi dito que Hitler dizia que os judeus eram “parasitas”, sendo eles pessoas como as outras. Mesmo sabendo que o racismo nunca vai acabar, devíamos fazer com que acabasse.
Carolina, 9.º E

A visita do escritor João Pinto Coelho foi muito boa para nos lembrar do que se passou no Holocausto, pois ficamos a saber o que as pessoas sofreram e aprendemos mais sobre o passado. O livro Perguntem a Sara Gross pareceu-me interessante e gostava de o ler. Não conhecia o escritor, mas foi um prazer conhecê-lo.
Sandra, 9.º E


Temo o homem de um livro só (S. Tomás de Aquino)

Eventos

outubro 2018
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Agrupamento de Escolas da Lousã

Um agrupamento aLer+